sexta-feira, 6 de abril de 2018

Dia mundial da atividade física

Photo by Robert Collins on Unsplash


Hoje, 6 de abril é comemorado o Dia Mundial da Atividade Física. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a inatividade física é um dos principais fatores de risco para morte prematura por doenças não transmissíveis.  Por outro lado, a atividade física regular está associada à redução dos riscos de doença cardíaca, diabetes e câncer de mama e cólon, e com melhoria da saúde mental e qualidade de vida. 




Em dezembro de 2017, o corpo executivo da OMS, divulgou uma proposta para preparar um relatório e um projeto de plano de ação sobre atividade física 2018-2030: Atividade física para a saúde (Physical activity for health) 
Além de apresentar a situação atual da atividade física, este documento sinaliza quatro objetivos estratégicos, a saber:  

  1. Criar uma sociedade ativa - normas e atitudes sociais; 
  1. Criar ambientes ativos - espaços e lugares; 
  1. Criar pessoas ativas - programas e oportunidades; 
  1. Criar sistemas ativos - governança e facilitadores de políticas. 


Neste sentido, selecionamos seis artigos publicados na RESS que abordam a atividade física e apresentam informações pertinentes aos objetivos estratégicos. 

 Prática de atividade física e hábito de assistir à televisão entre adultos no Brasil: pesquisa nacional de saúde 2013 apresentou a prevalência de adultos ativos.  22,5% dos adultos atingiram as recomendações de atividade física no lazer, sendo esse percentual de prevalência maior entre homens e residentes na área urbana; 31,9% eram ativos no deslocamento e 46% insuficientemente ativos; a proporção de adultos que assistia à televisão por três ou mais horas/dia foi de quase 30%. 

 Reprodutibilidade e validade de um questionário de avaliação do nível de atividade física e comportamento sedentário de escolares de 10 a 13 anos de idade, Distrito Federal, Brasil, 2012Os resultados  mostraram que o questionário desenvolvido para a avaliação da atividade física e comportamento sedentário nas idades compreendidas, apresenta validade satisfatória e boa reprodutibilidade, o que o capacita a ser utilizado em estudos epidemiológicos, preenchendo assim uma lacuna nas investigações de hábitos de atividades físicas de escolares dessa faixa etária.


Fatores associados aos componentes de aptidão e nível de atividade física de usuários da Estratégia de Saúde da Família, Município de Botucatu, Estado de São Paulo, Brasil, 2006 a 2007. Este estudo transversal avaliou os níveis de atividade física, informações demográficas, socioeconômicas e estado de saúde, composição corporal, flexibilidade de tronco e força de preensão manual entre os 394 usuários da ESF entre 35-85 anos de idade. 

Padrão de atividade física em adultos brasileiros: resultados de um inquérito por entrevistas telefônicas, 2006  este estudo descreve as características do padrão de atividade física da população adulta das capitais de estados brasileiros e do Distrito Federal. O perfil de atividade física é insatisfatório em todas as cidades, o que determina a necessidade de mais esforços no estímulo à prática da atividade física.

A política Nacional de promoção da saúde e a agenda da atividade física no contexto do SUS este artigo  aborda a institucionalização da promoção da saúde com a aprovação da Política Nacional da Promoção da Saúde, e a escolha da temática da atividade física – práticas corporais como uma de suas prioridades.  

Análise da estratégia global para alimentação, atividade física e saúde, da Organização Mundial da Saúde este artigo realiza uma classificação das evidências  em convicente, provável, possível e insuficiente. Ressalta a projeção para as próximas décadas um crescimento epidêmico das doenças não transmissíveis. Destaca que a Estratégia Global da OMS é um grande esforço em prol da Alimentação, Atividade física e Saúde Pública. 

Por Juliana Reis - Doutoranda em Saúde Pública e Meio Ambiente, da Escola Nacional de Saúde Pública, Fiocruz. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a sua visita e seu comentário.